segunda-feira, 11 de julho de 2011
Sabe aqueles dias que você acorda com um som estranho entrando no meio do seu sonho? É isso, o despertador tocou ás 6:30, eu não quis me levantar, olhei pro lado, e ainda estava meio escuro, uma onda fúnebre cobria meu quarto, e dormi novamente. Acordei assustada ás 9:00 horas, o quarto já estava claro, minha cama quentinha me chamava para dormir mais, lá fora os pássaros cantavam, era um dia azul, verde, rosa, lindo, maravilhoso. Até aqui. Acabou. O dia morreu novamente, a civilização me consumiu, o mundo ficou cinza e se virou contra o sol. Começaram a passar milhões de lembranças e pensamentos na minha cabeça, fiquei confusa, parei pra pensar, mas não consegui, a única coisa que conseguiu me deixar calma foi aquela xícara de chocolate bem quente que eu tomava enquanto via meu desenho predileto. A televisão também não me ajudava muito, durante as propagandas, eu tentava dormir, mas também não me concentrava o suficiente para isso. Então resolvi acabar com aquela melancolia e liguei o som no último volume, no início a intenção era apenas deixar o dia mais feliz, mas no final, foi quase uma mutilação. Nada estava bom, voltei a sala, o chocolate que já estava frio, havia criado uma barreira de si mesmo em cima do copo, algo que chamamos de nata, mas eu prefiro acreditar que seja uma barreira para esse mundo cruel.  Com isso eu fui tentando levar o dia, do mesmo jeito que o chocolate fez, eu fiz e criei uma barreira em mim para o mundo externo, passei o dia apenas com o meu eu interior e confesso que foi bom. Me conheci, aprendi coisas sobre mim que ninguém é capaz de perceber, e me descobri. Eu sei quem sou, sei meus sonhos, minhas vontade, desejos, sentidos, valores, minha moral, minha vida.

0 comentários:

Todos os documentos publicados neste blog, sejam eles fotos ou textos, estão protegidos por direitos autorais, e qualquer mal uso do mesmo será da responsabilidade de quem ás exibir. Favor colocar seus devidos créditos antes de republica-los em qualquer página, seja ela da internet ou não. Obrigada!

Quantas pessoas vieram aqui :

Está procurando por algo ?

About me :

Minha foto
Mineira, 20 anos, escritora desde os 12, inconstante, imprevisível, cruzeirense apaixonada, esquecida e abandonada pelo amor, e talvez, cheia de sonhos. Como dizia o grande Renato Russo: "Nunca deixe que lhe digam que não vale á pena acreditar no sonho que se tem, ou que seus planos nunca vão dar certo, ou que você nunca vai ser alguém."
Documentos, fotos e textos por Anna Luíza HS. Tecnologia do Blogger.

Translate

" Longe de toda negatividade e a onda boa se propaga no ar ... " (Forfun)