quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Sabe, sempre pensei que todas as histórias começassem com momentos felizes, hoje sei que não é bem assim. Algumas histórias começam quando se tem raiva e a minha não difere muito disso... Tudo começou quando eu tinha apenas 3 anos, meu pai estava me levando pela primeira vez na escolinha, mal sabia eu que era exatamente ali que viveria os próximos 15 anos da minha vida. Foi rápido, passou... E agora estou aqui, com quase 18 anos (faltam exatamente 1 mês e 11 dias), no meu último ano naquele lugar onde fui deixada á 15 anos atrás. São 21:17 (tive que perguntar as horas para uma moça do meu lado, porque estou sem celular) e estou voltando pra casa dentro do ônibus. Preciso desabafar, foi um dia cansativo, porém cheguei à conclusão de que eu não preciso do que não me faz bem, sei que é algo óbvio e um tão quanto previsível, mas quando não se tem escolha, se torna uma tortura. É difícil pra alguém que conviveu a vida inteira no mesmo círculo dizer algo novo, mas cansei de ideologias fracassadas. De repente senti nostalgia de algo que nunca tive, senti falta de amigos, de alguém pra desabafar, pra conversar, pedir conselhos; daí lembrei-me que uma das coisas que aprendi ao longo dos meus 17 anos, é que “ninguém tem nada a ver com seus problemas, se você não sabe como resolvê-los, outra pessoa também não saberá”, ouvi isso outro dia em um dos canais da TV que passava enquanto eu procurava um filme ou algo do tipo. Dizem que a inspiração vem nos piores momentos, realmente, ela vem da dor. Se eu pudesse descia desse ônibus agora, e andava sem rumo até achar um motivo se quer para voltar pra casa, não vejo circunstâncias para isso, por enquanto meu foco é outro, ainda não posso pensar em fugir... Eu continuo igual, sempre querendo fugir dos problemas, fiz isso a vida inteira, e preciso parar um pouco, enfrentar, seguir em frente de cabeça erguida, com a consciência limpa. Falando assim até parece fácil, só eu sei o quanto dói “ser feliz do que ter razão”, outra coisa que aprendi, mas dessa vez, aos 11 anos com uma das amigas da minha mãe; essa frase traduz exatamente o sentido de tudo que está acontecendo, ou seja, eu deveria pedir desculpas sem ter razão, e vai valer a pena, apenas se isso me fizer bem... 
Todos os documentos publicados neste blog, sejam eles fotos ou textos, estão protegidos por direitos autorais, e qualquer mal uso do mesmo será da responsabilidade de quem ás exibir. Favor colocar seus devidos créditos antes de republica-los em qualquer página, seja ela da internet ou não. Obrigada!

Quantas pessoas vieram aqui :

Está procurando por algo ?

About me :

Minha foto
Mineira, 20 anos, escritora desde os 12, inconstante, imprevisível, cruzeirense apaixonada, esquecida e abandonada pelo amor, e talvez, cheia de sonhos. Como dizia o grande Renato Russo: "Nunca deixe que lhe digam que não vale á pena acreditar no sonho que se tem, ou que seus planos nunca vão dar certo, ou que você nunca vai ser alguém."
Documentos, fotos e textos por Anna Luíza HS. Tecnologia do Blogger.

Translate

" Longe de toda negatividade e a onda boa se propaga no ar ... " (Forfun)