quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013
Bom dia, sei que essa não é uma forma correta de se começar um texto, mas confesso que estou aqui á exatamente 20 minutos e ainda não encontrei uma bonita introdução. Acordei de uma forma diferente, acordei com um certo ciúme (algo que eu repugnava nos últimos meses), e pensando bem, é uma coisa boa, enquanto suficiente, é bom; nada repugnante, acredite. Sonhei que estava com ele (sim, vou chama-lo de "ele"), e acordei sentindo o que não sinto mais, ou pelo menos achava que não sentia, ele despertou, ao mesmo tempo, um certo amor e uma parte de conformidade em mim. Conformidade de mim, e você não sermos mais nenhum "nós", voltei ao passado, e sinceramente, existem algumas coisas que gostaria de dizer-lhe, embora pessoalmente não funcione, pois você me rouba os sentidos apenas de estar próximo á mim... Enfim, primeiramente seria hipócrita da minha parte dizer que não te amo mais, não existe isso de "NÃO AMAR MAIS", ou você ama, ou nunca amou. E sinto dizer-lhe, eu nunca te amei, de verdade não, porém houve certos desacertos, durante o tempo que ficamos juntos, não passei nem um dia se quer sem dizer que te amo, e se fizermos as contas, apenas em um mês já são 31 "Eu te amo" ao longo dos nove meses foram 275 "Eu te amo" ditos, sem contar nas repetições, quando não eram 2, 3, 4 ou 5 por dia, ou quando não brincávamos de repetir "Eu te amo, eu te amo, eu te amo, eu te amo, eu te amo!", jogando por baixo, vamos supor que essas palavras foram pronunciadas 300 vezes ao longo do tempo que estivemos juntos. Cheguei á conclusão de que sim, "Eu te amei", e não é que eu não te amo mais, só que eu te amei ali, naquele tempo, naqueles meses, eu amei nossos momentos, amei nossas conversas, amei aquelas brincadeiras, amei cuidar de você quando ficou doente (e não foram poucas vezes), amei dormir ao seu lado quando você queria ver filmes de guerra (e eu fingia que gostava pra te ver feliz, mas nunca gostei), amei quando cronometramos o tempo do nosso beijo sem respirar, amei conhecer sua família, amei ir ao cinema assistir o filme que só você gostava, e não me arrependo de nada, mas repito, EU TE AMEI, e pra cada "Eu te amo" foi um momento que jamais eu vou esquecer, e só. Passou, e com esses momentos, deixei você, quando o "nós" acabou e voltamos a ser apenas "eu e você", cada um no seu canto, na sua vida, exatamente como deveria estar até hoje, sinto muito. E sinto muito também por não existir possibilidade alguma de existir um novo "nós"... Pois a culpa do término do nosso namoro não é minha, nem sua. É nossa. É da nossa sintonia, que não é a das melhores. Você vai continuar sendo você, e eu vou continuar sendo eu, não existe mudar, e por mais que eu diga que eu mudei, não eu não mudei, eu só me tornei fria, pela dor que nosso relacionamento me causou. Mudar eu nunca vou mudar, vou continuar gostando de comédias românticas enquanto você é o oposto. E enquanto não houver um acordo, nós não daremos certo. Os dois devem ceder, e ao invés de criar obstáculos, devemos ser felizes. Embora não juntos, mas cada um na sua vida, pois nossa convivência só me fez perceber que um casal deve ser diferente, como se diz na 2ª Lei de Newton, "Os opostos se atraem". Porém os opostos devem ceder ás vontades do outro, para não se tornar chato, e para não deixar o amor acabar, ou até mesmo, para não deixar o amor nunca ter existido...
Todos os documentos publicados neste blog, sejam eles fotos ou textos, estão protegidos por direitos autorais, e qualquer mal uso do mesmo será da responsabilidade de quem ás exibir. Favor colocar seus devidos créditos antes de republica-los em qualquer página, seja ela da internet ou não. Obrigada!

Quantas pessoas vieram aqui :

Está procurando por algo ?

About me :

Minha foto
Mineira, 20 anos, escritora desde os 12, inconstante, imprevisível, cruzeirense apaixonada, esquecida e abandonada pelo amor, e talvez, cheia de sonhos. Como dizia o grande Renato Russo: "Nunca deixe que lhe digam que não vale á pena acreditar no sonho que se tem, ou que seus planos nunca vão dar certo, ou que você nunca vai ser alguém."
Documentos, fotos e textos por Anna Luíza HS. Tecnologia do Blogger.

Translate

" Longe de toda negatividade e a onda boa se propaga no ar ... " (Forfun)